As traças podem ser consideradas importantes pragas em áreas urbanas,
pois infestam roupas, papéis, tapeçarias, estofados, livros, frutas
secas, grãos ou outros alimentos armazenados e muitos outros produtos
manufaturados ou não. São conhecidas duas ordens: o grupo formado
pelas traças dos livros ou traças prateadas pertencentes à Ordem
Thysanura e o grupo formado pelas traças das roupas e as traças de
produtos armazenados, pertencentes à Ordem Lepidoptera.


Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Thysanura eLepidoptera



Ordem Thysanura
- Família Lepismatidae
São conhecidas como traças de livros ou prateadas. Seu aspecto lembra
um peixe prateado, daí um de seus nomes em inglês ser “silverfish”.


Descrição geral
Não apresentam asas, possuem tamanho entre 0,85 a 1,3 cm, corpo de
coloração cinza prateada, alongado e achatado dorso ventralmente, com
3 filamentos caudais e aparelho bucal mastigador. São ápteros.
Alimentam de matéria orgânica vegetal, e substâncias ricas em
proteínas, açúcar ou amido, assim em residências, atacam cereais,
farinhas de trigo (úmidas), papéis que contenham cola (papel de
parede, livros encadernados em brochura, etc), e alguns tecidos,
raramente atacam roupas de lã e outros produtos de origem animal.
Possuem hábitos principalmente noturnos, vivendo em ambientes úmidos e
escuros. Escondem-se em frestas de móveis, armários, rodapés e caixas.


Apresentam reprodução sexuada e desenvolvimento ametabólico, ou seja,
a fase jovem diferencia-se da adulta apenas pelo tamanho e maturidade
sexual. Dependendo da espécie e clima, os ovos eclodem em
aproximadamente 10 a 60 dias e a fase jovem para a adulta demora em
média 2 a 3 meses, sendo o ciclo de vida completo dura cerca de 1 ano
e as formas adultas vivem mais de 4 anos.


Principais danos causados
Algumas espécies frequentam o ambiente doméstico e podem ocasionar
danos a livros e outros materiais. Algumas traças adaptaram-se muito
bem ao ambiente urbano, sendo consideradas importantes pragas
domiciliares, como a espécie Lepisma saccharina. Em museus,
bibliotecas, tecelagens, supermercados, hotéis e em muitos outros
estabelecimentos comerciais, as traças devem ser monitoradas com
rigor, evitando-se infestações severas e danos significativos. Outras
espécies também encontradas no Brasil são a Acrotelsa collaris e
Ctenolepisma ciliata.


Ordem Lepitoptera
- Família Tineidae
É a ordem das borboletas e mariposas. As traças pertencentes à ordem
Lepidoptera são representadas pelas traças das roupas e as traças de
produtos armazenados. São microlepidópteros, ou seja, pequenas
mariposas. O gênero Tineola o de maior importância econômica em áreas
urbanas.

Descrição geral
Suas asas são estreitas e acuminadas, voam pouco e não são atraídas
pela luz como a maioria das mariposas. Sua coloração é clara, medindo
aproximadamente 1,2 a 1,5 cm. Apresentam tufos de pelos de coloração
avermelhada na cabeça e antenas mais escuras do que o restante do
corpo. As larvas são de coloração esbranquiçada com cabeça escurecida
e, no caso da espécie Tineola uterella (a espécie mais comum), tecem
um casulo com a aparência de um estojo chato em forma de losango,
aberto em ambas extremidades, que se desloca pelas paredes das
residências e, enquanto se alimentam, podem ficar parcialmente
cobertas por ele. A alimentação consiste de lã, penas, pelos, cabelo,
couro, poeira, papel e ocasionalmente de algodão, linho, seda e fibras
sintéticas. Roupas usadas sujas de bebidas, alimentos, suor ou urina,
além daquelas guardadas por muito tempo são as mais atacadas.


Desenvolvimento é holometábolo (ovo, larva, pupa e adulto). Sua
reprodução é sexuada e as fêmeas depositam 40 a 50 ovos em média, num
período de 2 a 3 semanas, morrendo logo após a postura. Os ovos
possuem uma secreção adesiva e ficam aderidos às fibras dos tecidos
das roupas, eclodindo após 4 a 10 dias conforme espécie. As larvas
sofrem de 5 a 45 mudas, dependendo da temperatura ambiente e do tipo
de alimento disponível e esse estagio pode durar de 35 a 87 dias
conforme espécie. O período de pupa dura cerca 8 a 40 dias e a fase
adulta cerca de 4 a 30 dias dependendo da espécie.
Principais danos causados
As espécies mais comumente encontradas no ambiente doméstico são a
Tineola uterela e a T. bisselieta. Essas traças causam estragos
consideráveis em peças de lã, tapetes, alguns tecidos, peles, pelos,
etc.
Evitar o acúmulo de papéis velhos, mantendo livros e revistas em
locais limpos e bem arejados;
Evitar a entrada de objetos em caixas provenientes de locais
infestados por traças;
Aspirar bem frestas e rodapés, pois são locais que servem de abrigo às traças;
Manter estantes, gavetas, armários e gabinetes sempre limpos e arejados;
Inspecionar periodicamente tapetes, roupas e outros objetos que sirvam
de fonte de alimento, mantendo-os bem limpos e livres de umidade;
Roupas atacadas podem ser colocadas em sacos plásticos e depositadas
em freezer por 24 horas para que ovos e larvas sejam mortos
Métodos de controle
A melhor forma de controle é o monitoramento constante nos locais
propícios ao desenvolvimento das traças.
Em caso de infestações severas faz-se a pulverização superficial,
seguida de micropulverização ou termonebulização. A termonebulização
usada como complemento ajuda a desalojar e eliminar focos oriundos de
locais de difícil acesso.
A utilização do MIP é recomendada para melhores resultados.